Autismo é tema de debate na Câmara do Rio

A Câmara do Rio realizou, nesta segunda-feira (15), o Debate Público “Autismo: Desenvolvimento Biopsicossocial” mediado pela vereadora Tânia Bastos (PRB). O objetivo foi analisar e refletir sobre as providências que vem sendo tomadas para tornar a sociedade mais inclusiva. Durante o evento, o compositor Gugu da Candongas e o intérprete Ito Melodia que juntos fizeram o samba dos autistas “Sou um artista de um mundo solitário” foram homenageados com Moções de Louvor e Reconhecimento.

Estavam presentes na Mesa, o subsecretário da Subsecretaria da Pessoa com Deficiência, Marcos Geraldo Nogueira Pinto; o neuropediatra João Gabriel da Rocha; a Dra. Laura Sarmento representando o Centro de Atenção Psicossocial (CAPSi); a neuropsicopedagoga Rosângela da Silva Paris; Cristiane Botelho de Lima, Elemento de Acompanhamento do Instituto Helena Antipoff (RJ); e a musicoterapeuta Michele Senra que também foi oi condecorada com a comenda municipal pelo seu trabalho relevante direcionado à causa do autismo.

A vereadora Tânia Bastos explicou que vem se empenhado para defender esta causa. “Sabemos que estas pessoas carecem de atenção especial por conta da precariedade e ineficiência dos serviços oferecidos pelos órgãos públicos. Com relação a legislação, eu mesma sou autora de pelo menos sete leis que beneficiam estas pessoas. Entre elas, inclui diagnóstico precoce; atendimento multiprofissional; acesso à educação e ao mercado de trabalho. Há muitas discussões com relação ao tema. Por isso, eu digo que nossos esforços serão em vão se não conseguirmos conscientizar a população sobre a importância de saber identificar e respeitar estas pessoas”, ressaltou a parlamentar que não deixou de citar o apoio do prefeito para que as leis que beneficiam a classe sejam cumpridas.

O homenageado Ito Melodia vem apoiando projetos sociais há mais de dez anos. E agora, abraçando a causa do autismo, usou a sua vocação sublime para dar esplendor à vida destas pessoas especiais, compondo em parceria com Gugu das Candongas, também homenageado, o samba dos autistas. Michele idealizou o projeto cultural Concerto Azul que promove a inclusão de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) nas performances de arte e música. “Um trabalho extraordinário que eu mesma presenciei”, foi como a vereadora descreveu a sua admiração ao projeto da musicoterapeuta.

Entre os convidados estavam: a representante da fundação Mundo Azul Denise Fonseca; e Bárbara Pinho e Bruno Oliveira, representando o Grupo de Pais Compartilha. O subsecretario Geraldo Marcos Nogueira Pinto fez um breve histórico sobre as dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência, falou dos avanços conquistados e da atenção que tem sido dada à classe neste governo do Prefeito Crivella.

No Brasil não há estatísticas a respeito do número de autistas que temos no país. Contudo, estima-se que exista pelo menos um milhão de pessoas com Transtorno Espectro Autista (TEA). “Nós não podemos mais fechar os olhos para esta causa. Chegou a hora de encontrarmos maneiras de ultrapassar as barreiras que impedem a inclusão dos autistas na nossa sociedade”, concluiu Tânia Bastos.

Por Leticia Namorato/ ASCOM Tânia Bastos

Fotos André Barbosa

Galeria de Imagens

 

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow