Crivella inaugura albergue no Centro

Local tem capacidade para 400 pessoas em situação de rua

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, inaugurou nesta quarta-feira, dia 29, o albergue Espaço Solidário, dedicado ao acolhimento da população em situação de rua do Centro e da Zona Sul. Com 200 quartos, o local tem capacidade para atender 400 pessoas, em sistema de pernoite e rodízio noite e dia. Também será aberto um Centro Pop, que oferecerá cursos e oficinas profissionalizantes. Ambos se somam aos hotéis Santana e Santa Comba, também no Centro, que funcionam para pernoite.

– Estamos enfrentando a pior crise dos últimos anos, mas vamos enfrentá-la com todas as nossas forças. Temos que priorizar a destinação dos recursos e, aqueles que mais precisam, como a população em situação de rua, terão sempre uma atenção especial do nosso governo. Que a porta desse abrigo não se feche nunca mais – discursou Crivella, sendo bastante aplaudido pelos convidados.

As pessoas serão encaminhadas ao albergue pela equipe de abordagem da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos e pelos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas) do Centro e da Zona Sul.

Depois de cinco anos, o Centro Pop, que funcionava de forma itinerante, vai ter uma base fixa. Duas parcerias já estão fechadas, com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH) e com o Sindicato de Bares e Restaurantes (SindRio), que capacitarão alunos e poderão aproveitá-los na rede carioca. Outra parceira é a SuperVia, que vai facilitar a entrada das pessoas no abrigo até as 23h, deixando uma entrada da Central dedicada aos usuários.

O secretário Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Pedro Fernandes, agradeceu aos parceiros e também aos funcionários da Prefeitura, que se esforçaram para abrir o abrigo às pessoas em situação de rua.

– Temos que gerar oportunidades para que elas conquistem sua independência social, para que não fiquem a vida toda precisando de um abrigo para sobreviver. Não vamos descansar enquanto não tivermos vagas para todos aqueles que quiserem deixar as ruas e vir dormir em nossos abrigos – disse.

O espaço pertence à Fundação Leão XIII, do Governo do Estado, que assinou um convênio com a secretaria para a cessão de uso. A parceria possibilitou o aumento da rede de acolhimento da Prefeitura, que passa a administrar 29 unidades públicas, além de 34 conveniadas, que fazem o atendimento e o acolhimento de moradores de diversas faixas etárias.

O último levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, em julho, mostrou que a população de rua da cidade era de 11.811 pessoas. Alguns especialistas, porém, chegam a estimá-la em mais de 14 mil.

A prioridade do secretário Pedro Fernandes, que assumiu a pasta em outubro, é reformular a estrutura dos abrigos. Até agora, quatro unidades já foram reformadas e reabertas: São Cristóvão, Botafogo, Del Castilho e Penha. Em dezembro, outra importante unidade deverá ser inaugurada, em Bonsucesso, para atender à população localizada na chamada “Cracolândia” da Avenida Brasil.

Prefeitura do Rio

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow