Juíza titular da 4ª Vara de Órfãos e Sucessões no Tribunal de Justiça do Rio é homenageada na Câmara dos Vereadores

A vereadora Tânia Bastos homenageou, nesta segunda-feira (06/06), com o conjunto de medalhas de Mérito Pedro Ernesto, na Câmara do Rio, a excelentíssima Juíza Andréa Maciel Pachá – autora do livro “A vida não é justa” que motivou a série “Segredos de Justiça”, no programa Fantástico, da Rede Globo.

A doutora Andrea Maciel Pachá é titular da 4ª Vara de Órfãos e Sucessões no Tribunal de Justiça do Rio, mas durante 16 anos foi titular na Vara de Família em Petrópolis, sua cidade Natal. Trabalhou junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como conselheira e foi responsável pela criação do Cadastro Nacional de Adoção – ferramenta que auxilia milhares de famílias e crianças a se encontrarem de forma mais ágil nos processos de adoção no País.

Junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a juíza foi responsável pela implantação das varas de violência contra a mulher em todo território nacional. “Eu, que nesta Casa fui presidente da Comissão de Defesa da Mulher por oito anos, quero de forma especial agradecer pelo seu empenho. Graças ao seu trabalho, este exercício vem crescendo em todo o País, permitindo um atendimento melhor e mais digno à população feminina. Pois, atualmente, o Tribunal de Justiça está envolvido junto com o Poder Público em políticas e programas que possam evitar e acompanhar estes casos. Sendo assim, excelentíssima, em nome de todas as mulheres deste país fica aqui um: Muito Obrigada!”, discursou a parlamentar.

Em seu discurso, a juíza falou da satisfação de estar sendo homenageada. “É uma emoção muito grande compartilhar esse momento com vocês. Meus amigos e familiares sabem o quanto eu rejeito os cultos ao ego e a minha personalidade. Se eu aceitei com alegria profunda a medalha que a vereadora me entrega, motivada pelo seu gabinete, foi porque desde o nosso primeiro contato percebi que o seu desejo não era me homenagear pessoalmente, mas homenagear a todos os magistrados e magistradas que dedicam parte importante da vida a construir uma sociedade menos injusta, menos desigual e que enxergam os cidadãos, especialmente aqueles mais desprovidos, como destinatários, os primeiros da nossa atuação profissional”, ressaltou a doutora destacando também a importância da política e a atuação dos parlamentares nas causas da sociedade.

A Mesa foi composta pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Miguel Pachá (pai da homenageada), pelo desembargador do Tribunal Regional do Trabalho, Milton Lopes; pela desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Suely Lopes Magalhães; pela desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Henriqueta Lobo; e pelo procurador geral da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, José Luis Galamba Minc Baumfeld.

Por Leticia Namorato/ ASCOM Tânia Bastos

Fotos André Barbosa

Galeria de imagens:

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow