Prefeitura do Rio apresenta projeto de lei que define parâmetros urbanísticos para a construção do complexo hospitalar Centro Integrado do INCA

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) é uma instituição de referência em estudos, pesquisas e tratamento de câncer no Brasil. São várias unidades espalhadas por diversos bairros do Rio de Janeiro. Para centralizar e integrar os serviços do instituto, o Poder Executivo apresentou o Projeto de Lei Complementar nº 43/2013 que define parâmetros urbanísticos para a construção do complexo hospitalar denominado Centro Integrado do INCA, na Praça da Cruz Vermelha, localizada na II Região Administrativa.

A proposta nasce da intenção de tornar a unidade do Centro da cidade uma referência mundial no tratamento de doenças, já que a centralização traria maior infraestrutura e permitiria maior integração entre os setores de pesquisa. Além disso, a proposição visa adequar a construção às orientações dos órgãos de proteção ambiental e cultural, já que a região é uma Área de Proteção do Ambiente Cultural (APAC).

O projeto delimita a área onde ficará o Centro Integrado e prevê, ainda, a reestruturação da malha urbana, a valorização do patrimônio tombado e a promoção dos princípios de sustentabilidade. O terreno abrange o polígono formado pela Praça da Cruz Vermelha, a Rua Carlos Sampaio, Rua Washington Luiz, Rua Conselheiro Josino e Av. Henrique Valadares. A edificação poderá ter no máximo 64m de altura e 50m de profundidade na parte que corresponde à Rua Washington Luiz e 50m de altura na Rua Conselheiro Jesuíno por 27m na Av. Henrique Valadares.

“A presente proposta de Lei Complementar tem como objetivo viabilizar a implantação do novo Campus Integrado do Instituto Nacional do Câncer – INCA de modo a fornecer a infraestrutura necessária para enfrentar o desafio de controle das doenças, ampliando sua atuação como centro de excelência de prestígio internacional” – Prefeito Eduardo Paes.

76 anos de luta contra o câncer

A história do INCA começa em 1937 com a nova política de combate à mortalidade por doenças crônico-degenerativas.  Quatro anos depois foi elaborado o Plano de Política Nacional de Controle do Câncer que trouxe melhorias estruturais à instituição, mas somente em 1957 foi inaugurada a primeira sede própria na Praça da Cruz Vermelha.  Na década de noventa a unidade de saúde se fortaleceu e ampliou suas funções. Em 2000, o INCA expandiu sua política de assistência e criou a Rede de Atenção Oncológica.

Hoje, o Instituto tem diversos programas de conscientização e prevenção de diversos tipos de câncer e se tornou um grande aliado do Ministério da Saúde no que diz respeito à qualidade de vida, com campanhas que promovem o autoexame das mamas, campanhas antifumo e muitas outras iniciativas.

Fonte: Diário da Câmara do Rio de Janeiro

Print Friendly, PDF & Email

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow